Tuesday, February 13, 2007

Geometria Sagrada das Palavras



(quadro de Egon Schiele, "Girl", 1918)

o corpo é um todo simbólico
apenas limitado pela ausência
forçada das palavras: o silêncio,

o momento sagrado da unificação
do divino e do humano. se tu
escreveres, apenas saberás que
os cabelos limitam

o prazer e que as palavras ditas
sempre interpretam o nome de Deus,
mesmo que não o saibas e o teu corpo
não to transmita.

a pausa para respirares é uma vírgula
apenas, onde páras o sangue que te
rói a pele. e enches as palavras

de espanto. crias as chagas e inventas
os teus limites.

não existe um altar onde possas demorar
o teu olhar. recria a ábside e a nave
como se fosses sagrado e imperecível.

tu és a tua própria catedral
a pedra
o rio que, lentamente, alimenta
os corpos e os beija quando, nus,

inventam a árvore da vida
no recriar constante do nome
de Deus.

Jorge Vicente




P.S. este post também está publicado no meu blog privado, cujo endereço é http://amoralva.blog-city.com. Agradeço a vossa visita e comentários.

3 Comments:

Blogger rafael said...

olá :)
não gosto muito do tema. além disso tem palavras muito grandes. (altar, corpo, prazer, catedral, deus,...)

faz lembrar muita poesia do principio do século passado.

no entanto, e isso sim sem dúvida, está bem escrito. está bem construído o poema. equilibrado.
não te faltarão leituras de poesia mais recente? ...

enfim... só uma opinião...

12:56 PM  
Blogger Laranja said...

Gostei muito pela simples evidência de que, és alguém que sabe usar as palavras para criar beleza.
Se te inspiras em poesia do século passado, talvez seja porque ainda guardes o idealismos doutros tempos...o que não me parece assim tão mau.

Claro está, que temas actuais tocam-nos mais de perto e por isso espero, também, ver-te as escrever o "agora".

Parabéns Jorge e até quarta :)

Filipa

6:25 PM  
Blogger Jorge said...

obrigado a todos, o agora apenas aparece. é preciso é deixá-lo crescer. mas, convém não forçá-lo.

um grande abraço a todos e até quarta

jorge

2:23 AM  

Post a Comment

<< Home